FGV é um dos melhores think tanks do mundo pelo 5º ano

FGV é um dos melhores think tanks do mundo pelo 5º ano

Data de publicação: 27/05/2014

A Fundação Getulio Vargas está pela quinta vez seguida entre os 30 melhores think tanks do mundo. É o que aponta o Global Go To Think Tanks Rankings 2013, divulgado ontem, 23 de janeiro, pela Universidade da Pensilvânia. 

 

Nesta edição, a FGV alcançou seu melhor desempenho: subiu três posições, ficando em 21º lugar entre os top think tanks globais (incluindo os Estados Unidos), além de ter sido considerada o melhor think tank da América Central e do Sul. A Fundação ainda está presente em outras 16 listagens do ranking, que neste ano contabiliza 47 categorias; com isso, a FGV figura em quase 40% do total de itens avaliados.

 

A FGV também foi considerada um dos top think tanks mundiais em categorias como Políticas Sociais e Políticas Econômicas, e teve quatro de seus estudos em políticas públicas citados entre os 30 melhores do ano.  

 

O relacionamento dos think tanks com a sociedade também foi levado em consideração no ranking de 2013, garantindo à FGV o primeiro lugar do Brasil e da América Latina no uso de redes sociais e da internet, e no engajamento com o público externo.O ranking da Universidade da Pensilvânia é elaborado desde 2006 pelo departamento de Relações Internacionais da instituição e considerou quase 7 mil think tanks de 182 países.Clique aqui para conferir a FGV no Global Go To Think Tanks Rankings 2013.

 

O que é um think tank?

 

Os think tanks são organizações que realizam pesquisas, se engajam, produzem e difundem conhecimentos em temas estratégicos – atuando muitas vezes em áreas que não encontram espaço para reflexão e inovação em instâncias tradicionais como Estados, associações de classe, empresas ou universidades.O papel destes centros é analisar políticas públicas, resolver seus impasses, encontrar soluções, além de promover o progresso do saber e debates junto à sociedade.